O vulcão da Ilha do Fogo, em Cabo Verde, reiniciou nos últimos dias a sua actividade eruptiva com maior intensidade e consequência do que as que ocorreram em 1951 e 1995.

E m consequência das erupções, a população de Chão das Caldeiras, estimada em cerca de 1.000 pessoas, teve de ser evacuada para uma zona de protecção e a circulação dela foi vedada no perímetro de risco.

A circunstância da capital da Ilha do Fogo, São Filipe, ser uma cidade associada da UCCLA – União das Cidades Capitais de Língua Portuguesa, justifica que esta não possa deixar de mobilizar uma acção de solidariedade para com a população afectada.

Essa acção – que está a ser articulada com o presidente da Comissão Executiva da UCCLA que é também presidente da cidade da Praia, capital de Cabo Verde, Ulisses Correia da Silva, e com o presidente de São Filipe, Luís Pires – vai dar lugar à referida acção de solidariedade que, a partir de amanhã, dia 26 de Novembro de 2014, será desencadeada pela UCCLA e a favor da população afectada.

A UCCLA sensibiliza as autoridades associadas e o povo português em geral para este objectivo.

As necessidades expressas pelos responsáveis institucionais da região afectada serão assim veiculadas e centralizadas pela UCCLA, a partir de amanhã, com vista à satisfação dessas necessidades, segura que, como sempre, a solidariedade será prontamente prestada pelas entidades associadas e pelo povo português.

Para contactos com a UCCLA, o responsável que coordenará esta acção será José Bastos, com o email jbastos@uccla.pt.

Partilhe este Artigo