O secretário do bureau político do MPLA para os assuntos políticos e eleitorais, João de Almeida Martins, falou do momento político que o país vive, tendo em linha de conta a estabilidade que se vive em Angola.

J oão de Almeida Martins, em entrevista à Rádio Nacional do MPLA (RNA), disse em relação às manifestações, que o país é democrático e o direito à manifestação está consagrado na Constituição da República.

“A nossa sociedade é uma sociedade democrática, as pessoas podem manifestar-se da forma que acharem mais conveniente e dentro daquilo que estabelece a Constituição e as Leis da República, por isso, toda a gente é livre de se manifestar com urbanidade, reivindicando e reclamando sobre aquilo que julga mais justo e benéfico para si”, disse.

O político disse também que “é necessário que haja algum fundamento, alguma legitimidade para esta reivindicação, porque toda gente pode reclamar, mas tem que haver um propósito, um fim”.

Foi uma boa anedota para animar as hostes do maior partido de Angola, de África e – quiçá – do mundo.

Partilhe este Artigo