Campanhas de testes de vacinas contra o Ébola irão começar em Janeiro de 2015 nos três países mais afectados pelo surto da doença, anunciou hoje a Organização Mundial de Saúde (OMS), em Genebra.

Segundo a OMS, o início das campanhas de testes de vacinas nos países afectados, previstas para Janeiro de 2015, está dependente dos resultados das experiências clínicas em voluntários, que irão começar nas próximas duas semanas.

” (…) não sabemos quantas doses de vacina serão disponibilizadas em 2015, mas temos a certeza que estará disponível”, disse a médica Paule Kieny, assistente do director-geral para os Sistemas de Saúde e Inovação.

Entretanto, investigadores franceses desenvolveram um teste de diagnóstico rápido do Ébola, que detecta o vírus em menos de 15 minutos no terreno, anunciou hoje o Comissariado para a Energia Atómica e Energias Alternativas (CEA).

Segundo o CEA, o teste, idêntico ao de gravidez, “poderá ser utilizado no terreno, sem necessidade de material específico, a partir de uma gota de sangue, plasma ou urina”.

Permitirá dar uma resposta “em menos de 15 minutos, para qualquer paciente que apresente sintomas da doença”, precisou num comunicado.

Criado por uma equipa do CEA, o teste foi validado por um laboratório de alta segurança do Instituto Farmacêutico Jean Mérieux em Lyon (centro-leste da França) para a estirpe que atinge actualmente a África Ocidental.

A sua fase de industrialização deve iniciar-se muito em breve através da empresa francesa Vedalab, líder europeia dos testes rápidos, segundo a agência France Presse.

Um protótipo estará disponível a partir do final deste mês para permitir a validação clínica no terreno, adiantou o CEA.

Os actuais testes de diagnóstico do Ébola, com base na detecção genética do vírus, levam em média um pouco mais de duas horas e têm de ser realizados exclusivamente em laboratório.

Partilhe este Artigo