O ministro das Relações Exteriores angolano, Georges Chikoti, disse hoje, em Luanda, que a eleição de Portugal para o Conselho dos Direitos Humanos das Nações Unidas é “bom” para Angola, felicitando o país pela eleição (ver manchete: “Portugal e Angola conjugam esforços”).

Ochefe da diplomacia angolana reagia à eleição de Portugal para um mandato de três anos no Conselho de Direitos Humanos (CDH), com 184 dos 186 votos expressos na reunião da Assembleia Geral das Nações Unidas, realizada hoje em Nova Iorque.

“A eleição de Portugal para o Conselho dos Direitos Humanos é importante. Portugal é um país com quem temos parceria em muitas matérias, mas também tem uma grande experiência sobre esta matéria e temos que felicitar Portugal e desejar muito bom trabalho”, disse Georges Chikoti.

Segundo o governante angolano, é “bom” ter Portugal no CDH, onde se debatem muitas questões importantes para os Estados-membros.

“Este ano, Angola está a defender o seu UPR [Exame Periódico Universal, em português], em Genebra, e acho que tendo amigos no Conselho dos Direitos Humanos é sempre bom. Acho que Portugal vai fazer bem para Angola”, frisou o ministro angolano.

Partilhe este Artigo