Militantes do MPLA na província do Huambo foram instados hoje, sexta-feira, a elevarem o sentimento patriótico, de forma a preservar a paz, e assim contribuírem para a estabilidade macro-económica sustentável que a região regista.

A exortação foi proposta pelo primeiro secretário local do partido que governa Angola desde 1975, Kundi Pahiama, na abertura da IX sessão plenária ordinária do comité provincial, tendo realçado que a consolidação da estabilidade macro-económica sustentável é premissa fundamental para a melhoria das condições de vida da população.

Para que tal se concretize, segundo o dirigente partidário, é indispensável a elevação do espírito de patriotismo e a preservação da paz, alcançada em 4 de Abril de 2002.

Kundi Paihama, também governador do Huambo, reafirmou, no seu discurso, a necessidade de não se confundir o interesse colectivo, mais sagrado, e o pessoal, caracterizado pela intriga, calúnia e confusão.

Assim sendo, disse que os militantes do MPLA, na província do Huambo, têm a responsabilidade de servirem de modelo de comportamento à sociedade.

Na sua intervenção,  solicitou aos membros, amigos e simpatizantes do MPLA mais união e coesão, para o alcance dos objectivos preconizados, mormente relativos ao processo de revitalização das estruturas do partido e o processo orgânico, a culminar com a realização do V congresso extraordinário, em Dezembro próximo.

Reconheceu o crescimento da agremiação na província, tendo em conta o ingresso de novos militantes provenientes de outras organizações partidárias, fruto de uma política justa e clara.

Fez saber que a intensificação das acções de formação dos quadros e militantes, com destaque para os dirigentes das organizações de base e recém ingressados, constituiu tarefa a efectivar nos próximos dias.

Kundi Paihama destacou ainda o importante papel da JMPLA na formação de novos quadros, bem como na mobilização e educação da juventude.

“Precisam adoptar métodos aceitáveis para que as suas fileiras cresçam, se tornem mais fortes e os seus militantes e os jovens angolanos, em geral, correspondam aos ideais do progresso e desenvolvimento harmonioso do país e da província, em particular”, disse.

Balancear as actividades desenvolvidas pela comissão executiva do Comité do MPLA no Huambo, durante o primeiro trimestre deste ano, bem como perspectivar acções futuras foram os objectivos desta IX sessão plenária ordinária, que contou com a presença de 91 membros e do coordenador do grupo de acompanhamento do Comité Central para a região, Carlos de Alberto Ferreira Pinto.

Partilhe este Artigo