O Chefe de Estado angolano, José Eduardo dos Santos, recebeu em audiência o presidente do Conselho de Administração da construtora Odebrecht, Emílio Odebrecht.

Com um volume de investimentos acima dos 5 mil milhões de dólares, a multinacional brasileira tem marcas de realce no sector da construção civil, bem como investimentos no agro-negócio, também na mineração, óleo e gás.

“Todo ano tenho o prazer de estar com o Presidente da República, para trazer um relatório não só dos desafios e das prioridades traçadas no ano anterior, mas também e perspectivar os próximos 12 meses”, afirmou à imprensa, Emílio Odebrecht, à saída do encontro, na Cidade Alta.

Emílio Odebrecht anunciou para os próximos 5 anos, a gestão da direcção da Odebrecht Angola, por quadros angolanos.

“Temos como meta para os próximo 5 anos ter muita coisa alinhada ao nível dos preços internacionais, e também podermos ter a nossa empresa em Angola, comandada e dirigida por nossos companheiros angolanos que entraram estão a ser formados para esta missão”, assegurou.

Presente em Angola há 30 anos, a Odebrecht é a maior empresa brasileira no país, onde iniciou actividade na construção civil e engenharia, com a participação na construção da barragem de Capanda (Malanje).

A importância da Odebrecht no país está espelhada no facto de ser o privado que mais emprega, cerca de 24 mil pessoas. A empresa também tem desenvolvido acções a nível social, cultural e na formação de quadros, localmente.

Partilhe este Artigo