A multinacional do sector alimentar Nestlé informou hoje que pretende “aumentar consideravelmente” a produção própria a partir de Angola, país onde já conta com uma fábrica e emprega 130 trabalhadores.

O grupo opera em Angola com produção própria há cerca de um ano, através da fábrica Kaluanda, que representou um investimento superior a 1,6 mil milhões de kwanzas (12 milhões de euros).

“Desde essa data, os níveis de produção têm vindo a aumentar, à medida que os processos ficam mais automatizados e eficazes. A curto prazo, os planos são de aumentar consideravelmente a produção local”, informou o director-geral da unidade, Wilbart De Wit.

De acordo com a administração da Nestlé, a produção angolana, através da unidade construída na Zona Industrial de Viana (Luanda), abrange vários produtos daquela marca, nomeadamente leite em pó – 8.500 toneladas anuais, segundo dados de Abril -, mas será agora alargada ao café e papas. Além disso, sublinha o responsável, está previsto “melhorar” o processo produtivo em Angola.

“Dada a sua construção bastante recente, e numa óptica constante de contribuição para a evolução da empresa e do país, a fábrica Kaluanda continuará a ser um ponto onde iremos investir bastante tempo e recursos”, sustentou.

Embora sem revelar valores, a administração garante que as vendas da Nestlé Angola “ano após ano têm tido uma evolução positiva”.

“Estamos num processo de consolidação do nosso portefólio de produtos para proporcionar uma melhor oferta à constante mudança das necessidades dos consumidores”, disse ainda Wilbart De Wit.

Partilhe este Artigo