O primeiro-ministro são-tomense, Patrice Trovoada, reafirmou hoje o desejo de trabalhar em “franca” lealdade e cooperação com Presidente da República, Manuel Pinto da Costa.

P atrice Trovoada: “Quero aproveitar essa oportunidade em que nós estivemos reunidos para reafirmar a disponibilidade do governo para trabalhar com todas as instituições e os órgãos de soberania, nomeadamente o Presidente da república de uma maneira leal franca, aberta, cooperativa para o bem dos são-tomenses”.

Patrice Trovoada e os 13 membros que compõem o XVI Governo constitucional tomaram posse hoje em cerimónia que decorreu no Palácio Presidencial.

Foi um acto sem discursos, no final do qual o chefe do Executivo são-tomense, cujo partido Acção Democrática Independente (ADI) venceu as eleições de 12 de Outubro com maioria absoluta, disse estar pronto e ávido para trabalhar.

“Nós estamos prontos, vamos começar já a trabalhar para cumprir com os objectivos e as expectativas das populações”, sublinhou.

Patrice Trovoada estabeleceu várias prioridades para o seu executivo, destacando-se entre eles “a questão do custo de vida e do emprego”, lembrando que “este governo resulta das eleições em que o povo são-tomense foi bastante claro quanto à expectativa e àquilo que espera do Governo”.

Depois de tomar posse, o novo primeiro-ministro efectuou uma visita surpresa ao centro hospitalar de São Tomé onde pediu a colaboração e prometeu apoio aos médicos e enfermeiros.

“Contamos com eles, eles também podem contar connosco, vamos ter que dialogar, vamos ter que encontrar soluções porque depois, há problemas que têm que ser resolvidos”, disse Patrice Trovoada.

Partilhe este Artigo