Mais de 35 milhões de crianças de oito países da África central, incluindo Angola, estão ser vacinadas contra a poliomielite, segundo informação da Organização Mundial de Saúde (OMS).

De acordo com o comité regional da OMS em África, estas Jornadas Sincronizadas de Vacinação arrancaram a 18 de Setembro e decorrem até 05 de Outubro em países como Angola, Camarões, República do Congo, Gabão, Guiné Equatorial, República Centro-Africana, República Democrática do Congo e Chade.

Também apelidada de paralisia infantil ou simplesmente pólio, a poliomielite é uma doença infecciosa viral aguda transmitida de pessoa a pessoa, principalmente pela via fecal-oral, que atinge sobretudo crianças com menos de cinco anos.

Esta campanha internacional, apoiada no terreno pela OMS, deverá chegar a 35,4 milhões de crianças, entre os zero e os 15 anos, que receberão, individualmente, duas gotas (administração oral) da vacina da poliomielite.

Aquela organização internacional sublinha que a África central continua a enfrentar epidemias desta doença, descrevendo a campanha em curso como o “assalto final” à poliomielite nesta região.

No âmbito desta campanha, cerca de 6,9 milhões de crianças angolanas com menos de cinco anos vão receber uma dose suplementar da vacina, segundo a OMS.

A organização enviou equipas técnicas compostas por epidemiologistas e especialistas em comunicação e mobilização social para várias províncias e regiões destes oito países, de forma a “assegurar o êxito total” da campanha e para “não falhar nenhum alvo”.

“De igual modo, foram tomadas as disposições específicas para que as populações de áreas de difícil acesso, as populações nómadas e refugiados, sejam vacinadas”, sublinhou a OMS

Partilhe este Artigo