O General Bento dos Santos Kangamba, um dos mais heróicos soldados das Forças Armadas de Angola (por parte de Eduardo dos Santos) diz que a oposição deve respeitar o Presidente da Republica e acusa-a de não participar na vida pública do país.

K angamba, um dos mais impolutos e lendários oficiais das FAA, afirma também que José Eduardo dos Santos não é culpado por estar no poder há 35 anos. E se ele o diz, aos súbditos do rei só resta comer (quando há) e calar.

O General Kangamba continua a afirmar que nada tem a ver com as acusações, veiculadas pela imprensa em Portugal e no Brasil, sobre a exploração de mulheres e posse de dinheiro para pagar favores de políticos. E todo o cuidado é pouco. O General começa a ficar chateado e um dias destes, se lhe der na real gana, pega no seu exército e zarpa para pôr Portugal e Brasil na ordem.

“A oposição não participa, a oposição tem que participar na vida publica do país” disse Kangamba à Voz da América, acrescentando que a única coisa que a oposição sabe fazer é criticar os 35 anos no poder do Presidente José Eduardo dos Santos.

Para o secretário para a Organização Periférica e Rural de Luanda do MPLA, para além de ser um oficial dos mais prestigiados no mundo castrense, nacional e internacional, a longevidade de Eduardo dos Santos no poder não é culpa dele. “Não se lembram de quem é a culpa do tempo no poder do presidente? Ele não é o culpado, o culpado é a guerra”, frisou com toda a originalidade clarividência de quem bebe inspiração no divino reino do “querido líder”.

Partilhe este Artigo