A JMPLA, em Luanda, continuará a trabalhar em prol do crescimento da organização, na perspectiva de manter-se firme e intransigente na defesa dos ideais do MPLA (partido no poder desde 1975) e do seu líder, José Eduardo dos Santos (no poder desde 1979).

A determinação foi reiterada nesta quarta-feira, em Luanda, pelo seu primeiro secretário provincial, Tomás Bica Mumbundo, em declarações à Angop, a propósito dos renovados desafios que se colocam à juventude angolana, num momento singular para o país, que exige a sua disponibilidade e participação nos esforços tendentes ao desenvolvimento.

“Continuaremos determinados a defender os princípios e valores que visam a manutenção das conquistas já alcançadas pelo Povo angolano, desde os primórdios da nossa luta, transmitindo as novas gerações quanto custou a liberdade”, sublinhou.

“O país que temos, hoje, viveu momentos muito difíceis para desfrutarmos agora o sabor do progresso e do desenvolvimento. Por isso, devemos unir-nos em torno do MPLA e do seu líder, José Eduardo dos Santos, defendendo Angola e os angolanos contra todas atitudes divisionistas (…)”, asseverou.

Neste sentido, indicou que o novo comité provincial da JMPLA, eleito a 19 deste mês, no quadro da sua XII conferência ordinária de balanço e renovação de mandatos, aguarda com expectativa as linhas programáticas que sairão do congresso ordinário da organização juvenil, convocado para os dias 17 e 18 de Outubro próximo.

“A JMPLA, em Luanda, orienta-se num plano programático, elaborado em sede da evolução do país e da sociedade em geral e, fruto das recomendações e orientações que saírem do congresso, vamos constituí-las em Plano de Acção para sua materialização no dia-a-dia”, realçou.

Tomás Bica apontou que a representação provincial será de 115 delegados, mandatados à transmitir informações sobre o grau de implementação do Plano Nacional da Juventude, resultante do amplo movimento de auscultação liderado pelo Presidente da República, José Eduardo dos Santos.

Lembrou que, durante a conferência ordinária da JMPLA em Luanda, realizada no dia 19 deste mês, foi eleito um comité provincial integrado por 95 membros, dentre os quais sete candidatos ao Comité Nacional da organização.

Partilhe este Artigo