A ministra das Finanças e do Planeamento de Cabo Verde, Cristina Duarte, é candidata à presidência do Banco Africano do Desenvolvimento (BAD) e conta com o apoio do Governo, confirmou o primeiro-ministro cabo-verdiano.

“Cristina Duarte é efectivamente candidata ao cargo financeiro mais importante do continente africano, que é a presidência do BAD, e estamos empenhados. Será um desígnio do país”, disse José Maria Neves na ilha cabo-verdiana da Boavista, onde se encontra para uma visita de dois dias.

O chefe do Governo cabo-verdiano mostrou-se, porém, consciente de que não será uma disputa fácil, tendo em conta a força dos grupos anglófonos e francófonos na disputa numa votação marcada para 28 de maio de 2015.

“Mas Cristina Duarte tem capacidade de liderança, tem competências técnicas que lhe permitem ser uma candidata muito forte e vamos trabalhar para ter sucesso”, indicou José Maria Neves, citado pela Inforpress.

O primeiro-ministro garantiu que o Governo cabo-verdiano vai apoiar “inteiramente” a candidatura e fará “tudo o que for possível” até porque, disse: “será um ganho muito grande para o país”.

Cristina Duarte, ministra das Finanças e Planeamento cabo-verdiano desde 2006, tendo anteriormente dirigido o Citibank em Luanda (Angola), é o primeiro candidato lusófono à presidência da instituição financeira criada há 51 anos e que tem avaliado positivamente o desempenho e apoiado financeiramente vários projectos no país.

Desde 1977, altura em começou a cooperação efectiva, o BAD aprovou 39 operações para Cabo Verde, num montante líquido aproximado de cerca de 185 milhões de euros.

Além de Cabo Verde, também a Tunísia já apresentou a candidatura do ex-director das Finanças Jelloul Ayyad ao cargo de presidente da instituição financeira, actualmente dirigida pelo economista ruandês Donald Kaberuka.

Partilhe este Artigo