A Associação de Futebol do Gana (GFA) revelou hoje que recebeu 18 candidaturas para o cargo de seleccionador ganês, destacando-se o sérvio Milovan Rajevac, que levou o Gana aos quartos de final do Mundial de 2010.

A GFA anunciou a 12 de Setembro a demissão do ganês Kwesi Appiah da equipa nacional, encerrando meses de especulação sobre o futuro do técnico.

Appiah, responsável pelos “Estrelas Negras” desde 2012, classificou o Gana para o Mundial do Brasil, no entanto, não conseguiu apurar-se para os oitavos de final, depois de duas derrotas e um empate, uma delas diante da selecção portuguesa.

A campanha em solo brasileiro ficou marcada por um escândalo antes da partida contra Portugal, em que os jogadores exigiram o pagamento imediato em dinheiro de três milhões de dólares, enquanto o país passa por uma crise económica.

Os problemas no seio da selecção agravaram-se quando dois jogadores-chave, Kevin Prince Boateng e Sulley Muntari, foram suspensos por agredir um dirigente.

Partilhe este Artigo