A Associação Empresarial de Paços de Ferreira (AEPF), em colaboração com o Conselho Empresarial do Tâmega e Sousa (CETS), realiza até ao dia 2 de Novembro uma Missão Empresarial a Angola, com a participação de 17 empresas.

Integram esta missão empresarial, que conta com o apoio da Representação Comercial de Angola em Portugal, nove indústrias de mobiliário e três empresas do sector da carpintaria e acabamentos. As restantes são de comércio de máquinas e equipamentos eléctricos, electrodomésticos e turismo.

Na descrição de Angola, a AEPF diz que “é o maior dos Países Africanos de Língua Oficial Portuguesa e é, potencialmente, o mais rico em recursos, com destaque para o petróleo e os diamantes. Em 2013, o PIB registou um crescimento de 5,1%, abaixo do previsto, e deverá atingir os 8% em 2014 e 8,6%, em 2015, estimulado pelos grandes investimentos públicos em infra-estruturas. Este crescimento, contudo, deve-se sobretudo aos sectores não-petrolíferos, como a energia, a agricultura, a indústria, as pescas e a construção civil.”

Por isso, o mercado angolano continua a ser apetecível para as empresas portuguesas, pela proximidade geográfica, pela língua comum e por um reconhecimento da qualidade geral, por parte dos empresários angolanos, dos produtos portugueses.

O programa inclui encontros empresariais em Benguela e Luanda, e o ponto alto será o Dia de Portugal, celebrado no dia 30 de Outubro, a partir das 10h00, numa unidade hoteleira do centro da cidade de Luanda, no qual vão intervir individualidades de ambos os países, destacando-se como temas as questões das “Políticas Públicas de Desenvolvimento Económico” de Angola, as formas para se “Investir em Angola” ou as “Alianças Estratégicas”.

Os primeiros dois dias desta missão empresarial são dedicados a Benguela, com os empresários portugueses a tomarem conhecimento das oportunidades de negócios existentes, bem como a visitarem centros comerciais e lojas de comércio tradicional. Os últimos dias da missão serão passados na capital angolana, com reuniões e visitas a empresas.

O objectivo principal de todos os participantes nesta missão é conhecer o mercado, encontrar oportunidades de negócio e parceiros disponíveis para distribuir os produtos portugueses em Angola.

Partilhe este Artigo