A Angola Telecom – empresa pública de telecomunicações e multimédia de Angola – instalou, de Outubro até a primeira quinzena deste mês, na cidade do Huambo, oito cabines telefónicas públicas, para aproximar os serviços à população e melhorar o seu acesso.

A informação foi prestada hoje, quinta-feira, pelo director local da Angola Telecom, Adriano Muteka Muholo, em declarações à Angop, detalhando que as cabines foram montadas no edifício da Angola Telecom, no mercado municipal, no Hospital Geral, no posto médico do bairro São Pedro e em algumas instituições privadas bem localizadas e bastante frequentadas pela população.

Deu também a conhecer que os municípios da Caála, Chinjenje, Cachiungo, Ucuma, Longonjo, Chicala-Cholohanga e Bailundo, dos 11 que compõem a província do Huambo, serão os próximos a contar com cabines telefónicas públicas.

A escolha destas localidades, de acordo com o responsável, deve-se ao facto das mesmas estarem localizadas próximo do cabo de fibra óptica, contrariamente ao Ecunha e Mungo.

Adriano Muteka Muholo disse que a instalação das cabines telefónicas faz parte do programa de responsabilidade social da Angola Telecom e visa facilitar a comunicação dos habitantes, uma vez que os preços a serem cobrados serão mais baixos em comparação com as da telefonia móvel.

Explicou que os cidadãos, de qualquer parte da província do Huambo, através da aquisição de cartões de uso poderão ter acesso às cabines telefónicas públicas.

Actualmente, explicou Adriano Muteka Muholo, a Angola Telecom possui nesta província cerca de três mil clientes dos serviços de telefonia fixa, o mais antigo, bem como o serviço sem fio, que inclui voz e Internet, assim como o Wai Max (voz e Internet), banda larga e navega só.

Partilhe este Artigo