O Botsuana está a ponderar importar petróleo de Angola, anunciou o presidente da companhia petrolífera estatal do país, acrescentando que um negócio desse género implicaria a criação de um oleoduto através da fronteira entre os dois países.

Ainda é cedo para falar em mais pormenores, mas certamente que um acordo petrolífero entre Angola e o Botsuana provavelmente incluiria um oleoduto através das fronteiras”, disse o presidente executivo da Botswana Oil Limited, Willie Mokgatlhe, em declarações citadas no site do jornal africano Southern Times.

A companhia petrolífera, acrescentou, está ciente da necessidade de garantir uma infra-estrutura de qualidade para o transporte primário e secundário, para fornecer petróleo quer às zonas urbanas, quer às comunidades rurais, disse o responsável, explicando que um oleoduto seria a melhor maneira de garantir este objectivo.

“No entanto, devido à diversificação das fontes e aos actuais constrangimentos orçamentais, a realização deste projecto será executado mais tarde, provavelmente através de uma parceria público-privada”, disse Makgatlhe.

Para além de Angola, o responsável disse que a companhia petrolífera estatal do Botsuana vai relacionar-se com mais produtores, admitindo que será dada prioridade a Angola, o seu vizinho a norte.

De acordo com Makgatlhe, esta iniciativa melhoraria a estratégia de oferta da empresa, uma vez que permitiria uma diversificação das fontes e das rotas de fornecimento.

Angola é o segundo maior produtor de petróleo, a seguir à Nigéria, e prevê produzir 1,8 milhões de barris por dia no próximo ano.

Partilhe este Artigo