Os governos de Angola e de França estão a negociar um acordo para facilitação de vistos em passaportes, disse hoje o chefe da diplomacia angolana, Georges Chikoti, aos empresários franceses que estão de visita ao país.

O objectivo, explicou o ministro das Relações Exteriores angolano, passa por facilitar a mobilidade, nos dois sentidos, de entidades oficiais e operadores económicos, estando o acordo em fase adiantada de negociação.

Cerca de 60 empresários franceses iniciaram na terça-feira, em Luanda, uma visita que visa reforçar as relações de cooperação com Angola e identificar novas áreas de investimento, indicou a diplomacia angolana.

Durante esta visita, que se prolonga até quinta-feira e que envolve o Movimento de Empresas Francesas (MEDEF) da África Austral, o ministro Georges Chikoti estimou em 10 mil milhões de euros o investimento directo francês em Angola, liderado pela petrolífera Total.

A França é actualmente o terceiro maior investidor estrangeiro em Angola.

O Presidente de Angola, José Eduardo dos Santos, realizou em Maio último uma visita a França para impulsionar o reforço da cooperação entre os dois países.

Na ocasião, o chefe de Estado angolano reuniu-se com empresários franceses, a quem fez o convite para investirem em Angola, apontando vantagens mútuas.

Partilhe este Artigo