A derrota do Petro de Luanda diante do 1º de Maio por 1-0, na última jornada do Girabola, levou à contestação do treinador Alexandre Grasseli por parte dos adeptos “petrolíferos”.

A derrota em casa diante do 1º de Maio levou muitos adeptos do Petro de Luanda a manifestarem-se contra a continuidade de Alexandre Grasseli. Foram arremessados objectos para dentro de campo e ouviram-se assobios contra o treinador dos actuais sétimos classificados no Girabola.

Em declarações à Bola Angola, o treinador desvalorizou a contestação dos adeptos.

“O Petro é um clube grande e vencedor. Esta é uma altura para nos unirmos, pois só assim é que a vitória pode chegar”, afirmou Alexandre Grasseli.

Partilhe este Artigo